Um blog para loucos e para raros.

ENTRE O FOLK E O ROCK

Neil Young – Everybody Knows This Is Nowhere (1969)

Após lançar-se em carreira solo com seu primeiro álbum, o canadense Neil Young recrutou os músicos de uma banda chamada The Rockets para ensaiar e gravar em apenas duas semanas Evebody Knows This Is Nowhere, lançado em 1969, e garantir que esse registro entrasse para o grande mundo dos clássicos do rock. A química que rolou entre o guitarrista e os companheiros Billy Talbot (baixista), Ralph Molina (baterista) e Danny Whitten (guitarrista) foi de uma dose tão cavalar que, o nome da banda não poderia ser mais adequado: Crazy Horse.

Cinnamon Girl abre o disco dando amostras que a batida precisa do grupo seria a companheira perfeita para os delírios guitarrísticos de Young – sua marca registrada – e que reapareceriam ao longo do disco em Down by the River e Cowgirl in the Sand, que fecha o álbum num momento singular para todo o folk-rock da época. A voz cheia de angústia é paralelamente reconfortada pelo violino de Bobby Notkoff em Running Dry (Requiem For The Rockets), um contraponto com o resto do álbum que foi gravado praticamente ao vivo no estúdio. A música que dá título ao álbum e The Losing End (When You’re On), mostram que Young transpôs o som de sua antiga banda, a Buffalo Springfield, para sua nova empreitada. Round & Round (It Won’t Be Long) traz a participação da cantora Robin Lane, num dueto vocal com Neil, que parece desfocar da linha evolutiva do disco, mas ele mostra seu estilo inconfundível no violão e inspiração suficiente para não deixar a bola cair.

Produzido por David Briggs, o álbum permaneceu por quase cem semanas nas paradas americanas e é uma amostra do poder que o folk-rock exerceu na década de sessenta.

Anúncios

4 Respostas

  1. Ennio

    Delírios guitarrísticos? Cowgirl In The Sand? Quase não tem nada a ver uma coisa com a outra! Ou seria isso um delírio meu? rs!!!
    Sensacional!!!

    25 setembro 2006 às 19:01

  2. Ana Alice

    it´s only rock n roll but we like it, right?

    27 setembro 2006 às 13:29

  3. Fabricio

    O novo jovem…
    O que dizer…se você gosta de Nirvana ou Pearl Jam, ainda acredita que o grunge é foda, bom escuta isso aí, e se puder, veja um show desse cara e de sua banda, mesmo que no DVD. O seu mundo pode começar a mudar hehehe…
    Abraço!

    12 outubro 2006 às 0:57

  4. Giul Martins

    olha não é por nada não, mas eu tenho uma camisa de flanela igual a essa da capa do disco do Neil Young… não, não comprei por acaso…rs.

    21 setembro 2007 às 1:14

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s